CONTATO
""
1
CONTATO
Nomeyour full name
Nome Artísticoyour full name
Telefoneyour full name
Link Rede Socialyour full name
Assuntoyour full name
Mensagem..more details
0 /
Fileupload
+ Arquivos
Previous
Next

HISTÓRICO

A ARTE RESITE

O Encontro Goiano de Malabares e Circo chega este ano à sua 11ª edição, consagrando-se assim como o festival
regional com mais edições realizadas consecutivamente desde seu nascimento (2007), na região Centro Oeste. Este é um evento que envolve toda a comunidade e que oxigena o fazer circense goiano, proporcionando o intercâmbio de ideias, filosofias, conhecimento, encantos e amores.

O Encontro Goiano de Malabares e Circo, surgiu em agosto de 2007, e até hoje e realizando na mesma época do ano, entrando de vez no calendário internacional de eventos ligados ao circo. A realização desse evento se deu através da união de artistas de rua de Goiânia, como a Trupe Trip Trapo, o Minúsculo Circo Caracol, o Circo Laheto, a Cia Os Kaco, o Coletivo É Só Querê Fazê, o Ponto de Cultura Arte na Rua, dentre outros artistas independentes. Mais tarde agregaram-se outras parcerias, como o Circo Basileu França, a Cia Tem Sim Sinhô, Cia Boca do Lixo, Pinne Magique, entre outros artistas e organizações que dialogam com as artes circenses em Goiás.
O evento, que sempre aconteceu em locais públicos da capital, como a praça Universitária e a praça Boa Ventura, está sendo realizando no Bairro de Vila Itatiaia pela terceira vez. A cada ano que o festival se instala na comunidade, promove um impacto social expressivo para moradores e comerciantes, que se deparam com as caricaturas circenses que desfilam pelo seu bairro, arrancando sorrisos e despertando olhares curiosos.

O Festival vai de encontro direto com os moradores da região, que saem de suas casas para ver o que está acontecendo, desde a batida da marreta, que embala o suor do árduo trabalho dos “barreiras” (montadores da lona), até o cortejo brincante, embalado sempre por uma fanfarra e/ou percussionistas locais, transformando o espaço público em um verdadeiro circo.

Nesta edição o evento traz algumas novidades e melhorias em sua estrutura: a lona será por dois dias, um cinema chamado Borboleta Circo. Serão exibidos filmes de longas e curtas metragens a toda a comunidade, gratuitamente.

A programação inicia no dia 21 e vai até o dia 27 de agosto, realizando espetáculos em colégios do bairro, como a Escola Brice Francisco Cordeiro, a Escola Professora Dalisia Doles, o Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (CEPAE-UFG), a Escola Municipal Professora Cleonice Monteiro Wolney, e a Residência Niso Prego, atendendo assim parte da demanda cultural e fortalecendo os laços entre a comunidade e o circo.

As oficinas acontecerão em quatro áreas distintas, divididas entre a Universidade Federal de Goiás (Escola de Música e Artes Cênicas-EMAC) e os espaços próximos a Quadra da Vila Itatiaia (onde se concentram a maioria das atrações).

Nas salas da UFG, serão ministradas as oficinas de alguns artistas convidados, como a Palhaça Francisquinha de SBC, o Palhaço Valentin Flamini (Argentina), o colombiano Daniel Satin e o italiano Umberto Rosichetti.

A praça de Vila Itatiaia será ocupada por outros três espaços de oficinas, onde ministrarão suas oficinas nomes como o do peruano Ricardo Soles, Kadu Oliviê (Tocantins), Gabriel Santos (Goiânia), Gabriel Coelho (Goiânia), Mauro Cosenza (Uruguai), Radarani Oliveira (Goiânia),  Irmãs Cola (SP), entre outros artistas e colaboradores.

A ideia da 11ª edição do EGMC e trazer gratuitamente ao público, artistas que já possuem um grande histórico nas artes, e que trarão ainda para a cidade e para os artistas locais a oportunidade de se reciclar artisticamente, tanto em suas pesquisas formais, quanto nas experiências trocadas no dia a dia, ao longo do festival.

O Encontro Goiano de Malabares e Circo vêm para provocar a comunidade na ocupação dos espaços públicos, trazendo-os para participar da programação nas noites temáticas, no cortejo que ocupa a avenida principal do bairro, nos shows que promovem e incentivam os nossos artistas goianos e de outras partes do Brasil.

A nossa vontade e que essa festa se repita por tantas outras datas mais, enquanto os artistas estiverem unidos por uma causa justa e legítima. Levaremos alegria onde for preciso, com coragem, pureza, alegria e verdade!

O circo segue na luta por espaços mais lúdicos, sobrevivendo ainda da magia que e criada ao despertar de um sorriso, ou de um tombo combinado, de uma piada repetida, e de novos caminhos que busca para sobreviver. Este é um grito de resistência, e é resistindo que ocuparemos os espaços públicos cada vez mais!

Toda a população tem o acesso garantido ao evento, tendo assim a oportunidade de contemplar grandes artistas nacionais e mundiais, e podendo contribuir ao final com importâncias monetárias no chapéu do artista, além dos calorosos aplausos, é claro!  Esse gesto de contribuição espontânea é o que ajudará a perpetuar a caminhada desses sonhadores viajantes, que levam, trazem e realizam sonhos por onde passam!

Um grande salve aos artistas circenses de todas as paragens!

Viva o Circo!!!

APRESENTAÇÕES

OFICINAS

LOCAIS

As oficinas acontecerão em 3 locais distintos.
Na UFG – EMAC / Ed. FÍSICA  e na QUADRA

Escola de Música e Artes Cênicas

UFG - Universidade Federal de Goiás
Av. Esperança, S/N - Campus Universitário, 74690-900
Telefone: (62) 3521-1818

Quadra de Esportes Vila Itatiaia

Rua R 14. Vila Itatiaia,
Goiânia – GO, 74045-155

Fac. de Educação Física e Dança

UFG - Universidade Federal de Goiás
Av. Esperança, S/N - Campus Universitário, 74690-900

LOCAL

Organizadores

Produção

Apoio: